Lições aprendidas após um ano de Boleto Simples 2/5

O Boleto Simples é um sistema de cobrança que permite qualquer pessoa receber dinheiro usando boleto bancário sem precisar ter a carteira de cobrança no banco. Depois de um ano do produto lançado no mercado, compartilho nessa série de 5 posts os maiores aprendizados que eu tive. ## Aprendizado 2: Priorize o tracking das métricas

Implementar métricas é importante, isso todo mundo sabe. O difícil é priorizar o desenvolvimento no meio de uma enxurrada de outras demandas. Sério, priorizar a implementação de métricas é muito mais difícil do que parece, muito mesmo. É por isso que a esmagadora maioria dos sistemas não tem quase métrica nenhuma. Eu sei disso por que pergunto frequentemente para os donos de sistemas que eu conheço.

Eu já tinha métricas no Cobre Grátis. Não no nível de detalhe como eu tenho no Boleto Simples. A diferença do resultado de um caso para o outro é incrível.

Deu muito trabalho deixar o tracking das métricas do Boleto Simples afinadas, de verdade. Quando eu digo muito trabalho, posso dizer que tomou mais de 3 meses até ficar tudo afinado. Se fosse um trabalho contínuo poderia chutar que foi o equivalente a um desenvolvedor experiente trabalhando por um mês inteiro.

O resultado, no entanto foi fantástico. Você pode me perguntar qualquer número, qualquer taxa de conversão sobre qualquer fase do funil e eu sei responder. Além disso consigo dar os resultados segmentados.

Esses dados são fundamentais para eu tomar decisão sobre os próximos passos a investir, e principalmente para ter uma visão se o negócio está indo bem ou mal financeiramente. Eu sei por exemplo que, considerando as transações do último ano, eu recebi em média R$ 28,43/mês por usuário que recebeu ao menos um boleto bancário. Outra métrica interessante é que 76,92% das pessoas que ativaram a conta, geraram um boleto bancário, mas que só 30,77% das que ativaram, receberam pagamento de ao menos um boleto.

Com todos os números eu tenho controle total do negócio. Para ter todas essas informações, eu utilizo o KissMetrics.

Existem outros sistemas para esse fim, eu já utilizei vários e digo com toda força, esqueça os outros e pague pelo KissMetrics, ele vale cada centavo.

Esse foi o segundo aprendizado que eu escolhi compartilhar. O primeiro foi Atendimento é tudo.

Em breve vou publicar os próximos aprendizados. Para ser notificado no momento que os posts forem publicados, assine o RSS, ou me acompanhe no Twitter.

Abraço e até a próxima!